Trigo Kamikaze: Uma ferramenta necessária

Para nós, o sistema de rotação de culturas deve funcionar como um relógio. Se isso não acontecer, fica impossível programarmos todas as culturas no ano agrícola com grande eficiência. Para isso, é necessário corrermos alguns riscos extremos na safra de inverno: é o que chamamos, carinhosamente, de Trigo Kamikaze! Esse trigo "suicida" é a nossa estratégia para que possamos plantar em seguida o milho e, ainda, a soja de 2ª safra, aproveitando a mesma área! Plantado no início de Abril, o Kamikaze corre grande perigo de ser parcial ou TOTALMENTE perdido por geadas, comuns na região em que estamos inseridos. E plantar uma cultura sabendo que poderá perde-la por completo é o pesadelo de qualquer produtor, não é? Na verdade, não! Pois, além de compor o sistema de rotação, o trigo também é importante para uma exploração diferente de profundidade de raízes, cobertura do solo, formação de palhada e, fundamentalmente, a melhor distribuição de adubos fosfatados no perfil do solo (pelo fato de ser plantado com 17 cm entre linhas).

Portanto, se pensarmos a longo prazo, o trigo na região é um belo investimento para o sistema! Se perdermos TUDO, temos todos os benefícios e a cultura acaba por "se pagar". Por outro lado, se tudo correr bem e colhermos um trigo de qualidade, adicionamos a essa fórmula a rentabilidade dos grãos e sementes!

Em suma, com o Kamikaze, corremos somente um risco: MELHORAR NOSSA RENTABILIDADE!


Juntos, fortalecemos o agronegócio com cada semente que plantamos. Quer saber mais? | Facebook | Instagram | YouTube | LinkedIn

0 visualização

Explore

Ajuda

Redes Sociais

Newsletter

Tel: (43) 3557-2600

Cel: (43) 98438-9902