Efeito de ferticorretivos na cultura de trigo e soja!

Um de nossos ensaios recentemente instalados tem como objetivo avaliar o efeito de ferticorretivos em duas áreas de menor fertilidade. A princípio, não acreditamos que o ferticorretivo dispense o uso de corretivos no solo. Entretanto, estamos sempre abertos a desenvolver novas parcerias e quebrar paradigmas. Dessa vez, não será diferente.


André Cebulski, nosso Monitor de Fertilidade e Nutrição de Plantas (e Mago das Pesquisas), adverte:


Primeiramente, devemos lembrar que cada produtor vive uma situação diferente. Por isso, é importante analisá-las com cuidado para entender as reais necessidades de cada propriedade.


Na nossa realidade:

  • A maioria dos talhões da fazenda não tem problemas de acidez, sem presença de alumínio tóxico, com teores adequados de cálcio e magnésio.

  • Particularmente para esse ensaio, escolhemos uma área em que precisamos suprir uma necessidade maior de magnésio.


"A acidificação do solo é um processo que vai ocorrendo à medida que os nutrientes Ca2+, Mg2+ e K+ retidos nas partículas carregadas com cargas do solo (minerais de argila e colóides orgânicos - vide CTC) vão sendo lixiviados para a solução do solo, ou seja, a água do solo, e substituídos por hidrogênio (H+) ou alumínio.

O procedimento mais eficiente, eficaz e rentável em curto prazo para controlar a acidez do solo é a calagem, pois ela propicia os seguintes efeitos:

• Eleva o pH do solo a níveis adequados para o crescimento da cultura;

• Neutraliza a toxidez de Al ou Mn;

• Enriquece o solo com cálcio e magnésio."


- Daniel Vidal Pérez


A proposta do produto testado é:

"Alta concentração e reatividade, disponibiliza rapidamente Ca e Mg no solo, aumenta pH, V%, elimina toxidez de alumínio tanto em superfície como em profundidade, resultando em aumento de produtividade. A efetividade é garantida por se tratar de utilização de pequena dosagem, com respostas imediatas, facilitando a operacionalidade da lavoura trazendo rentabilidade ao produtor."

OBJETIVO GERAL: Avaliar a ação de ferticorretivos em seus efeitos em nutrição de solo e aumento de produtividade:

Ferticorretivo 1 – Aplicação de 100kg/ha misturado ao NPK na cultura do trigo 2020 para avaliação no desenvolvimento da cultura, especialmente produtividade;

Ferticorretivo 2 – Aplicação de 1.000kg/ha em superfície, área total na cultura do Trigo 2020, para avaliar efeito no aumento de MgO no solo e produtividade no Trigo 2020 e Soja 2020/21.


MATERIAL E MÉTODOS:

  1. Delineamento: parcelas lado a lado;

  2. Tamanho da Parcela: área de 2 ha para cada tratamento;

  3. Avaliações e acompanhamento:

  • Acompanhamento em imagem: Os mapas de aplicação serão inseridos em um programa para acompanhamento de imagens em NDVI;

  • Acompanhamento da Cultura: Ao longo do ciclo das culturas, serão feitas visitas pela equipe técnica da empresa parceira para avaliação visual do desenvolvimento da cultura;

  • Produtividade de grãos (kg/ha): A colheita será acompanhada pela equipe técnica da empresa parceira, com pesagens e medições separadas de cada área tratada, com registros fotográficos;

  • Relatório Final: Para efeito de apresentação dos resultados, um relatório final para cultura de Trigo 2020 e Soja 20/21 será desenvolvido e apresentado pela equipe da empresa parceira.


Sabemos que a Agronomia tem suas imprevisibilidades, mas faremos nosso melhor para compartilhar o desenvolvimento do ensaio com você! Fique ligado, através das redes sociais iremos compartilhar o desenvolvimento do ensaio com você!


Juntos, fortalecemos o agronegócio com cada semente que plantamos. Quer saber mais? | Facebook | Instagram | YouTube | LinkedIn

8 visualizações

Explore

Ajuda

Redes Sociais

Newsletter

Tel: (43) 3557-2600

Cel: (43) 98438-9902